Ilha de Menorca

Desta vez rumei a Menorca, uma das ilhas mais bonitas do Mediterrâneo classificada como Reserva da Biosfera da UNESCO.

Com uma área que ronda os 700 km2, a ilha é relativamente pequena e os acessos a muitas das praias é extremamente complicado. Por vezes é preciso caminhar alguns km para chegar a muitas das praias, o que permite conservar toda a sua beleza e mantê-las relativamente selvagens.

Ao longo da ilha há praias lindíssimas e com as suas particularidades. No sul, a vegetação contrasta com a areia branca e águas turquesas, já no norte, a ilha é muito mais selvagem, escarpada, rochosa e com menos vegetação. Por isso recomendo o aluguer de um carro ou mota para visitar o máximo de praias.

Neste artigo vou falar um pouco sobre a ilha e dos principais locais que visitámos.

Camí de Cavalls

Além das praias, o Camí de Cavalls é outra das grandes atrações da ilha. Consiste num caminho de 220km que percorre praticamente todo o litoral da ilha e que só pode ser percorrido a pé, de bicicleta ou a cavalo.
O acesso a muitas das praias só se consegue por este caminho.

Cala Galdana

A Cala Galdana é uma das praias mais famosas da ilha, constituída por uma baía lindíssima com escarpas à volta e que mais parece um grande lago com águas transparentes. Foi aqui que eu e o meu marido ficamos alojados durante as nossas férias.

Existe um mirador com vista fantásticas para esta praia e que recomendo: Mirador Sa Punta.

Cala Macarella e Cala Macarelleta

A partir de Cala Galdana é possível aceder a Cala Macarella e Macarelleta pelo Camí de Cavalls. Para evitar o pico de calor, decidimos acordar cedo, preparar uma lancheira e água e fazer uma caminhada de mais de 2km.

Também é possível aceder a estas praias de carro ou mota, mas o parque de estacionamento fica afastado e tenho a ideia de que é pago e os lugares disponíveis não são muitos.

A Cala Macarella é uma das principais baías da ilha e que tem ligação à Macarelleta, através de um pequeno trilho, com uma subida e descida íngremes e bastantes pedras. O percurso não é difícil e as vistas são soberbas.

Na Cala Macarella existe um café/bar, WC e chuveiros. Aproveitámos para almoçar e reabastecer-nos de água.

Cala en Turqueta

Desde Cala Macarella até Cala en Turqueta são cerca de 2km de distância, que se fazem relativamente bem. O problema é que fomos logo a seguir ao almoço, no pico de calor e como a vegetação é um pouco rasteira, custou um bocadinho. No final do dia, apesar de fazermos o percurso todo seguido até Cala Galdana (+/- 5km), foi muito mais fácil.

A Cala Turqueta é uma das mais disputadas praias da ilha, com acessos complicados e o estacionamento é longe da praia e caro. A praia é muito pequenina e não há WC nem café, mas há alguns vendedores de coco e melancia.

Para nós esta é uma das praias mais bonitas da ilha, mas que infelizmente já é muito conhecida e visitada.
Como fomos em Junho não tivemos qualquer problema, mas em Agosto deve ser impossível estar na praia.

Cala Mitjana e Cala Mitjaneta

De Cala Galdana também é possível alcançar estas praias através do Camí de Cavalls. Como estavamos cansados de ter andado tanto na véspera, decidimos acordar cedo e ir de carro até ao parque de estacionamento da Cala Mitjana.

No caminho ainda fomos ao Mirador Sa Punta, falado em cima e que tem umas vistas fantásticas sobre Cala Galdana.

Entretanto seguimos para o parque de estacionamento de Cala Mitjana e como ainda era cedo conseguimos lugar sem qualquer problema. Outra das razões para irmos cedo, é que estas praias ficam à sombra muito antes do pôr do sol, por isso não fazia sentido irmos apenas de tarde.

O que não sabíamos era que o parque se situa a cerca de 2km da praia e que o percurso tem de ser feito a pé por uma estrada boa, onde podem passar carros mas apenas autorizados.

Quando chegámos à praia não ficámos muito fascinados. Como na véspera fomos a outras praias mais bonitas, estas ficaram um pouco aquém do que esperávamos, mas valem na mesma o esforço da caminhada.

Junto à Cala Mitjana existem uns degraus que levam a um caminho no meio da mata e que leva a um mirador com vistas muito bonitas. O caminho parece continuar pelo meio da mata mas não seguimos por lá. Na altura achámos que deveria dar acesso à Cala Trebalúrger (uma praia que também deve ser lindíssima), mas como não se via nada nem ninguém decidimos regressar.

Estas praias também não têm WC nem qualquer infraestrutura. Como levámos almoço aproveitámos para fazer um piquenique numa das sombras perto da Cala Mitjana e depois regressámos ao carro e a Cala Galdana.

Cala Son Xoriguer

No dia seguinte decidimos ir às compras a Ciutadella, mas no caminho parámos em algumas praias com acesso mais fácil.

A Cala Son Xoriguer é uma praia rochosa e pequena mas agradável, com alguns cafés e restaurantes. Como é de fácil acesso, com um parque de estacionamento mesmo ao lado, acaba por ser muito visitada e por estar muito voltada para o turismo. Aqui é possível praticar algumas atividades aquáticas, pelo que se o objectivo for passar uma tarde mais sossegada, esta praia é o oposto disso.

Cala en Bosc

Esta praia situa-se logo a seguir a Son Xoriguer e à semelhança desta, também é muito voltada para o turismo.

Ciutadella

Até 1714, Ciutadella foi a capital de Menorca. Atualmente é a segunda maior cidade de Menorca e um dos locais mais visitados da ilha, com imensos bares e restaurantes.
Como fica relativamente perto de Cala Galdana e existe um Lidl lá, aproveitámos para ir várias vezes a Ciutadella, não só para fazer as compras para as férias mas também para jantar e visitar.
Como fomos em Junho, a maioria dos sítios estava fechada e via-se muito pouca gente nas ruas. Penso que na época alta, o cenário seja completamente diferente.

Cala en Brut

Na Ciutadella existem algumas praias rochosas com pouca areia. Exemplo disso é a Cala en Brut, que não chegámos a visitar mas pelo que li é óptima para fazer mergulhos e snorkeling.

Praia de Binigaus

Num dos dias decidimos acordar cedo e visitar as praias do sudoeste da ilha.
A primeira que nos apareceu no mapa foi a Praia de Binigaus. Não chegámos a ir até lá, porque um dos grandes problemas de Menorca, são os acessos às praias. Se fossemos até lá depois teríamos de fazer uma grande parte do percurso de volta para irmos para as praias vizinhas.
Como ficava perto de Cala Galdana e também queríamos ir até ao Barranco de Binigaus optámos por deixar a visita a esta praia para outro dia, mas infelizmente não conseguimos ir.

Son Bou

Com 3km de areal, esta é a maior praia da ilha, muito voltada para o turismo, com vários hotéis, restaurantes, cafés, bares, etc.
De todas as praias que visitámos esta foi a pior de todas, além de muito ventosa era uma praia muito comum que em nada tem a ver com as praias de Menorca.

Cala en Porter

Pequena enseada com uma praia simples e muito comum. É de fácil acesso, o estacionamento fica a poucos metros da areia, possui chuveiro e salva-vidas e ainda vários restaurantes.

Neste local existe o Mirador de Cala en Porter mesmo por cima da praia e com umas vistas fantásticas para a praia e para as falésias em volta. Para lá chegar pode-se ir de carro ou subir por uns degraus do lado esquerdo da praia (olhando de frente para o mar).

Cova d´en Xoroi

A principal característica de Cala en Porter é a sua proximidade com Cova d´en Xoroi, a mais famosa discoteca de Menorca, com os seus terraços com vistas de tirar o fôlego. Ainda fomos até lá mas tinha dress code e nós só tínhamos roupa de praia. Se não for para entrar não vale a pena ir até lá pois não se consegue ver absolutamente nada.

Calas Coves

Continuando a viagem, aparecem as Calas Coves, compostas por penhascos que compõem duas enseadas com cerca de 100 cavernas artificiais escavadas na rocha e que fazem parte da necrópole Talayotic, a mais importante de Menorca.

As primeiras cavernas começaram a ser construídas ainda na idade de bronze. Atualmente, todo o material encontrado nas cavernas foi depositado no Museu de Menorca.

Depois de estacionarmos num parque de estacionamento minúsculo, ainda tivemos de fazer uma grande caminhada de 2km. Confesso que a dado momento achámos mesmo que nos tínhamos enganado mas só havia um caminho por isso tinha de ser aquele.

Quando chegámos ao fim do caminho, deparamo-nos com uma praia minúscula, cheia de algas e muito feia. Ficámos um pouco desanimados.
Entretanto começamos a andar por cima das rochas, a embrenharmo-nos um pouco nesta zona e acabámos por descobrir um autêntico paraíso. Não consigo descrever o que vi, as cores, a luz, os penhascos, os contrastes na água, as cavernas escavadas na rocha, etc. estava tudo em verdadeira sintonia.

Acabámos por fazer um piquenique no local e descansar um pouco.

Entretanto regressámos a Cala Galdana onde fizemos praia o resto do dia. Ainda aproveitámos para alugar um barco a remos e remar até algumas praias vizinhas, que apesar de parecerem perto, ficam muito longe para quem não tem experiência a remar :)

Cala Pregonda

As paisagens do norte da ilha são completamente diferentes do Sul. Aqui as praias são mais desertas e com uma beleza totalmente diferente. Entre o norte e o sul não sei qual prefiro. Esta praia em particular é lindíssima.

Convém chegar bastante cedo, pois apesar de ter um parque de estacionamento bastante grande, enche rapidamente. Além disso, o parque fica bastante longe de Cala Pregonda e o percurso é feito por um caminho devidamente assinalado mas com alguma dificuldade pois é preciso caminhar ao longo do areal. É uma viagem cansativa e longa, pelo que achei muito estranho haver tanta gente com carrinhos de bebé e extremamente carregados.

No caminho passa-se por um ribeiro e por uma outra praia onde se encontravam algumas pessoas. Esta praia era bastante feia, mas pela quantidade de gente que lá estava, ou pensavam que era a Cala Pregonda, ou então desistiram da caminhada.

Inicialmente pretendíamos passar a manhã nesta praia e a tarde em Cala del Pilar, mas adorámos tanto a primeira e o esforço de ir para outra praia era tanto, que preferímos ficar o dia todo em Cala Pregonda.

Mahon

No último dia, como o voo era só ao final da tarde, optámos por visitar Mahon, a capital de Menorca.
Ao contrário do que aconteceu em Ciutadella, em Mahon as ruas estavam apinhadas de gente. Não sei se é sempre assim ou apenas aos sábados, dia em há feira.
Adorámos andar pela cidade e visitar alguns locais e arrependemo-nos de ter ido tantas vezes a Ciutadella em vez de visitar Mahon.

Em Mahon também há algumas praias mas nenhuma tem a beleza das restantes praias que referi em cima. No entanto, não deixa de ser um local agradável para fazer férias.

Ao regressar das férias, fiquei com sentimento que ainda ficou muito por ver. Quem sabe se não voltaremos a Menorca num futuro próximo :)